11 março 2010

A única certeza que temos

Ainda não sabemos lidar com a única certeza que temos na vida: a morte
Ela sempre nos pega de surpresa, nos deixa sem palavras, cheios de lágrimas e indagações.
Ainda mais quando quem terminou a sua missão nesta vida é alguém tão jovem, quase da nossa idade, cheio de vida, alguém por quem todo mundo, amigos, família, conhecidos, colegas de trabalho, alunos, companheiros do teatro: todos eram SIMPLESMENTE APAIXONADOS por ele.

Quando vem a notícia a pergunta é: Como assim?
Pois é... como assim? Assim... sem palavras, no silêncio.

Só uma certeza: o céu está em festa com toda a alegria, a criatividade e energia que ele tinha. Onde quer que esteja ainda será sempre muito elegante, amigo, companheiro, educado e pura inspiração com suas visões incríveis.

Para ele paz, agora ele deve ter encontrado Shakespeare, que ele tanto gostava e usava de inspiração nas peças de teatro.

Para quem fica: paz e a lembrança de tudo o que ele ensinou e proporcionou a todos.

Importante dizer: uma gripe nunca é só uma gripe e em pleno 2010, ainda mata.

5 comentários:

  1. é dificil crer
    mas não acaba aqui
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Sempre digo isso: nunca nos preparamos para morte, como se ignorá-la resolvesse alguma coisa!

    Costumo dizer que não tenho medo da morte (não mesmo!), talvez o meu receio seja o de sofrer algum tipo de dor... sabe como é, pra dor, somos nós o potencial sexo frágil!

    Que a morte um dia possa ser um sinônimo de recomeço e o sofrimento possa diminuir um pouco...

    Jr.

    ResponderExcluir
  3. Um beijo no seu coração querida. Preparemos - nos para a vida e a morte também.

    ResponderExcluir
  4. Sinto muito... mas realmente é nossa única certeza.... meus sentimentos!
    Abraços

    ResponderExcluir

Deixe seu Ponto e marque também um ponto esportivo, visite agora: www.apenasumpontoesportivo.blogspot.com