28 fevereiro 2017

O começo da conversão


Antigamente, nosso avós comiam o mínimo possível, faziam silêncio e buscavam a penitência. Ah... a Quaresma, aquele período de 40 dias em que você vai tentar se converter fazendo Jejum, praticando a penitência e realizando muita oração. 

Nos tempos atuais, a Igreja tem convidado a refletir um pouco mais sobre isso, mas abrindo a visão para uma conversão que pode ser real, vivida no dia a dia. 

Façamos todos jejum daquilo que não deveria estar em nossas vidas, sabe aquela reclamação que virou costume, aquela mal criação que você insiste, aquela rosnada que você dá em homenagem aquela pessoa que trabalha com você e você não aguenta mais? Ah... você também briga com São Pedro pelo sol ou pela chuva e também xinga os motoristas no trânsito, não ajuda sua mãe, engana o cachorro, joga lixo no chão, deixa luzes acessas e tantas coisas que seria preciso muito mais espaço para dizer. Vamos tente, escolha alguma coisa e faça seu jejum. 

A penitência é se obrigar a fazer exatamente o inverso, oferecer sua ajuda quando você não está nem aí, tentar ser compreensivo quando você quer brigar, oferecer carinho quando você está raivoso, sabe o antidoto para tudo o que foi dito acima? Então... é isso. Será que a gente consegue? 

E a oração, é a oração... primeiro a gente precisa parar, porque estamos tão pilhados, tão estressados e tão focados em nós mesmos que esquecemos de Deus. A gente esquece de agradecer, esquece de dividir, de colocar mais espiritualidade no nosso dia a dia. 40 dias conversando com Ele nos fará mais fortes, mais conectados, mais humanos. Vale meditar, ouvir musica, peregrinar... Só não podemos deixar de lembrar da oração. 

Acho que não é tão difícil, mas exige vigilância, auto-vigilância. Claro, é apenas um começo, mas de algum lado devemos começar. 

24 fevereiro 2017

Estórias de outros carnavais...

Neste carnaval eu e o Chico decidimos realizar uma experiência para ver como nasce o carnaval de blocos... 

Porque é, na verdade, uma coisa estranha, inexplicável, que às vezes cresce e surge do nada.
A maioria dos blocos é assim: tem um nome ridículo e ninguém sabe como começou.
Para entendermos isso, eu e o Chiquinho viajamos até o Rio e fomos pra uma esquina de Copacabana, no sábado à tarde, munidos do mínimo possível pra uma empreitada dessas: um cavaquinho, um pandeiro e dois caixotes de madeira. Paramos na esquina, eu no cavaquinho, Chiquinho no pandeiro, sentamos nos caixotes, acionamos o cronômetro e começamos a tocar o nosso vastíssimo repertório de sambinhas...
[00:00:39] : Ganhamos R$0,75 e um vale transporte de outubro do ano passado dos transeuntes que passavam;
[00:01:27] : A primeira mulata bêbada e baranga se acercou da nossa roda de samba e começou a se exibir;
[00:01:29] : Cerca de 15 marmanjos, entre bêbados, mendigos e turistas europeus se aproximaram pra ver a mulata sambar;
[00:02:05] : Duas mulatas gostosas, mordidas de ciúme pelo sucesso da baranga, começaram a sambar e sentar no colo do Chiquinho;
[00:02:06] : Cerca de 40 pessoas, entre homens e mulheres, já estavam nos acompanhando;
[00:03:12] : Chegou o primeiro vendedor de Skol com seu isopor remendado;
[00:03:56] : O primeiro catador de lata de alumínio baixou na área;
[00:04:22] : Apareceu um maluco com uma cuíca e virou o melhor amigo do Chiquinho;
[00:05:13] : Os catadores de latinha começam a lutar pelas latas no chão;
[00:06:01] : Já temos uma barraca de churrasquinho, doze vendedores de Skol e 15 catadores de latinha;
[00:08:11] : O dono do boteco em frente começou a nos patrocinar. Eu, Chiquinho e Mané Cuíca estamos bebendo a rodo...
[00:12:15] : As primeiras camisas oficias do bloco "Do É Dez + Dois" já estão sendo vendidas;
[00:15:34] : A baranga caiu bêbada na calçada e foi eleita a "Musa do Bloco";
[00:17:23] : Uma bandinha de metais, composta por garçons da redondeza, começou a nos acompanhar;
[00:19:30] : Pediram que a gente parasse de tocar pois estávamos atrapalhando a bandinha de metais;
[00:24:00] : A Bandinha começou a descer a Nossa Senhora de Copacabana, acompanhada por cerca de 500 foliões;
[00:25:00] : Compramos um Epocler pra baranga e arrastamos ela pra outra esquina pra começarmos um novo bloco...
E assim repetimos o processo durante todo o final de semana, dando origem à cerca de 25 novos blocos de carnaval, todo com nomes esdrúxulos. E todos tendo como Musa a tal da mulata baranga.

(Publicado originalmente em 2013 - por uma pessoa querida) 

Criatividade é tudo, disse um amigo querido. 
Amei e copiei com autorização. 

10 janeiro 2017

Poesia pra você


Ah... como são lindo seus olhos negros que não me fitam diretamente, seu jeito gentil de fugir, seu sorriso leve e alma desarmada te entregam, seu cuidado protetor me deixa segura, seu encanto que você esconde, sua doçura que você disfarça, suas qualidades que tenta não demonstrar. como consegue tocar o meu melhor e o meu pior sem nenhum esforço, que tipo de mágica me desarma mesmo eu decidida a mudar meu caminho, eu fico, e fico por você.

Expectativas


"Aprendi ( eu acho) que não se deve criar expectativas, mas confesso( sim, e muito) que ainda preciso entender melhor essa lição." 

Não tem nada mais gostoso do que ser surpreendido, com um gesto, um sorriso, uma mensagem, um carinho, um beijo, uma amizade verdadeira, eu gosto de surpreender, de oferecer algo que toque o outro, e fico encantada quando o inverso acontece. Duro é depositar isso em quem não tem a menor obrigação de satisfazer, mas é gostoso quando essa mesma pessoa o faz de um jeito totalmente diferente, um jeito só dela e te surpreende. 

Abaixo as expectativas!
Viva as surpresas gostosas, e as simples, e as doces, e as mais do que inusitadas. 




23 dezembro 2016

4 Leis da Espiritualidade na India


Na Índia, são ensinadas quatro leis da espiritualidade:

A primeira lei diz: “A pessoa que vem é a pessoa certa”.
Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação.

A segunda diz: “Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido”.
Nada, absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…” ou “aconteceu que um outro…”. Não. O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.

A terceira diz: “Toda vez que você iniciar é o momento certo”.
Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem.

E a quarta e última afirma: “Quando algo termina, ele termina”.
Estamos nessa vida para viver inúmeras experiências, e se continuarmos sempre voltando as mesmas páginas deixaremos de ler outros livros maravilhosos que só estão aguardando por uma chance para entrar em nossas vidas. Por isso vire a última página sem dor no coração e pegue o próximo livro.

Surpresas maravilhosas estarão te esperando, basta você abrir o livro e começar a ler esse novo capitulo da sua vida.  


Veja mais em: http://despertarcoletivo.com/as-4-leis-da-espiritualidade/

13 dezembro 2016

O amor sempre é a melhor saída



Estava pensando nos desafios que a vida nos impõe, nas milhares de perguntas que surgem no nosso dia a dia, em tudo o que temos que fazer, nas qualidades e nos defeitos de cada um e mais do que isso, nas dificuldades que cada um enfrenta nessa vida, nessas horas eu acho que minha percepção fica prejudicada e eu recorro a Deus e a Nossa Senhora para me mostrar o caminho, acalmar meu coração e me fazer entender o que está ao alcance da minha visão, primeiro para que alcance meu coração e minha alma e depois para que eu aja conforme a vontade de Deus, essa eu sei, pode não ser a minha, mas com certeza será o melhor pra todos.

Eis que sem querer visitei um blog no qual não ia a muito tempo: The love code - e me deparo com o autor narrando uma revolta dele, na qual ele tinha perdido a namorada e o pai lhe contava que estava com uma doença degenerativa, com pouco dias de vida, ele estava revoltado, chorando, nervoso e o pai lhe contou que antes de sua mãe tinha tido uma história de amor, na qual a moça havia engravidado e na hora do parto ele perdeu o grande amor da vida dele e a bebê e naquele momento ele acreditou que tudo estava acabado, mas aos poucos ele foi se reerguendo, que olhou duas vezes para o céu escuro e viu que até as nuvens mais pretas tem um fundo de luz.

O texto termina com o pai dando conselhos e o autor dizendo pra todos acreditar no amor, segue um pequeno trecho e o link para você visitar o site:

Mas, respondendo a algumas de suas perguntas, meu filho.
Eu não briguei com Deus.
Não xinguei o mundo nem ninguém.
É difícil acreditar no que eu vou dizer, mas um dia
a dor que existe dentro de você vai desaparecer.
Eu sei que agora não é o que você sente,
mas um dia você descobrirá que,
quando você usa o amor para o bem
tudo à sua volta se torna melhor também.”
Meu pai enxugou as lágrimas
e terminou a conversa dizendo:
“Então, meu filho, eu te amo. Não se esqueça disso
nem de mostrar amor nos tempos mais difíceis.”
Eu o abracei forte e chorei ainda mais.
Não levou muito tempo e eu fiquei em paz.
Outra pessoa apareceu na minha vida
e meu pai viveu ainda por muitos dias.
E se você, aí do outro lado,
estiver passando por um momento difícil,
não levará muito tempo para descobrir:
o amor pode fazer coisas
que você nunca sonhou ser possível.
Ique Carvalho - Um amor que eu não conhecia 

E tão perto de um novo ano, não podia desejar algo mais do que amor. Ame!

06 outubro 2016

Razões que a razão desconhece


Já dizia a música Eduardo e Mônica: "quem irá dizer que não existe razão pras coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer que não existe razão?"

A razão diz pra você que isso não é bem assim, que você está entendendo tudo errado, que não há nada que você possa fazer para ser diferente. Que você é um bobo, sim bobo! Assuma as rédeas dessa situação imediatamente, esqueça as expectativas e bola pra frente.

04 outubro 2016

Lei da atração



Ah... sim, é verdade, nós atraímos aquilo que desejamos, mesmo inconscientemente. Aquele amigo, trabalho, humor... nós precisávamos dele naquele momento de nossas vidas, era preciso aprender alguma coisa, talvez testar nossa forma de ver o mundo e as pessoas ou ainda uma missão dos céus, porque não estamos aqui apenas para ser ajudados, talvez a gente precise ajudar também.

Ser doce e forte no meio de um mundo que deseja que você seja gentil e amigo, mas te oferece meios sorrisos e pouca ternura, demonstrar afeto através de atitudes sempre foi mais fácil do que dizer o quanto aquela pessoa é de verdade importante.

Ter muitas pessoas importantes é uma benção que poucos poderão desfrutar na vida, poder sorrir com eles, sair, passear, ajudar, estender a mão... Quantas histórias colecionamos junto daqueles que chamamos de " Nossos"? Ah... e são mesmo. Nossos parceiros de tudo, em diversos ambientes, jeitos e ocasiões. Obrigada meu Deus por me permitir isso.

Essa semana que passou estava lendo algo sobre  o tempo das coisas, dizia que cada um tem o seu, eu fui estudar, viajar, curtir e colecionar histórias enquanto uns não saiam de casa, outros enfrentavam grandes obstáculos e outros namoravam pessoas que mais aprisionavam do que libertava.

Houve um tempo em que me cobrava, pensava que poderia estar casada, ser mãe, estar resolvida financeiramente enquanto na verdade estou solteira e voltei pra faculdade, tenho meu dinheiro( mas não é ainda o que almejei pra mim), continuo viajando pelo mundo, tenho uma enorme dificuldade de encontrar uma pessoa para namorar( mesmo já tendo deixado para trás a ideia do príncipe encantando e perfeito) ainda sou extremamente exigente em minhas escolhas, o bom é que estar sozinha não me atormenta mais, apesar de me entristecer, em alguns sábados a noite.

Cada coisa tem o seu tempo, eu sou boa em muitas coisas, mas, muito ruim em outras, inexperiente em outras tantas, tem coisas que gente de 15 anos sabe melhor do que eu, mas isso são escolhas, não posso me dizer arrependida de nada, já pensei a respeito, mas deixei pra lá.

Sei que quero atrair pra mim um pouco de leveza, de bom humor, de simplicidade e quem se aproxime de mim, também venha a sim. Estou pedindo pro universo, estou agradecendo a Deus.














imagem: Site www.reflexiva.com.br