22 agosto 2010

Coincidência, acaso ou destino?

Faz um tempo que assisti um filme água com açúcar que é uma delícia: Escrito nas Estrelas ( foto).
Esse casal se conhece no final de ano, numa loja ao comprar luvas para o frio, batem um papo, se dão bem, mas só isso, os dois são comprometidos e a história é apenas uma passagem do dia a dia.

A moça é meio maluca e o rapaz um cara comum. Ela acredita no destino e também que tudo o que acontece tem uma razão de ser, quando ele pergunta o telefone dela para que pudessem se falar no futuro e ela responde: "Não posso lhe dar, porque se fosse para termos algo você e eu seríamos livres, estou noiva... melhor não."

Ele, com cara de incógnita, faz um bocejo do tipo: ah?

Ela insiste: Nada acontece por acaso, tem um motivo para estarmos aqui, mas eu não vou te dar meu telefone. Se tivermos que nos reencontrar, isso acontecerá.

Ele se invoca: E se você for a mulher da minha vida?

Quando ele a convence, bate um vento e leva o papel e ela sai correndo dizendo, está vendo? O universo está mandando os sinais.

Ela protagoniza várias situações hilárias durante o filme, eles se encontram, mas não se encontram, um entra por uma porta e outro sai por outra, convivem juntos muito perto, nunca se veêm.

Ele presta mais atenção nos sinais.

Por que estou contando isso hoje?
Porque tantas vezes acontecem coisas sem explicação, um horário errado, alguém que você queria ver e não conseguiu, uma passagem que acabou, um horário que não tem mais, estar num lugar no qual você não queria estar, mas está.

E quando se falam em relacionamentos onde acredita-se( inclusive eu) que todo dia nos preparamos para sermos melhores para nós mesmos e para encontrar alguém, que enquanto essa preparação não estiver completa o universo dá um jeito de proporcionar situações que vão te moldar.

O mais legal é que tudo isso não segue nenhuma lógica, ninguém sabe como e nem quando, onde e quem estará envolvido nesse caminho, cada dia é único.

Eu entendo que estou exatamente onde deveria estar, embora não entenda o porquê. 

Deixo uma frase para encerrar: ( Eugenio Mussak - Vida Simples)

"Meus amigos estão em um canto especial de meu coração. Que bom que eu tenho de quem lembrar, de quem sentir saudades e a quem agradecer ter feito parte de minha história e por me ajudar a ser quem eu sou."

4 comentários:

  1. Os nossos caminhos são percorridos por nós,mas guiados por Deus.
    Ainda bem!Ah,como identifico com essa história...rs.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Olá Rafaela

    Coisas do destino.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Nossos caminho são sempre um mistério... agente não sabe se as coisas vão acontecer do jeito que agente quer. Visita meu novo blog. Abraços

    ResponderExcluir

Deixe seu Ponto e marque também um ponto esportivo, visite agora: www.apenasumpontoesportivo.blogspot.com